Sexo Tântrico e a Dimensão Meditativa do Tantra

Tantra não é o mesmo que sexo!

Se o Tantra não é somente sexo tântrico, então o que é, de fato? Você já ouviu falar que o Tantra ensina formas profundas de fazer sexo? Que você pode restaurar sua vida afetiva com o Tantra e ter muitas experiências inacreditáveis?

Brincando de Orgasmos – Tantra é Lila [termo em sânscrito que significa brincadeira]

Existe uma forte percepção de que o sexo representa uma grande parte da consciência humana – especialmente quando entendemos que a nossa energia sexual é apoiada por uma poderosa força geradora.

A verdade é que estamos vivendo em tempos sem precedentes. O sexo se confunde cada vez mais com dia a dia. Assim sendo, como acontece com tudo que atinge grande popularização, acaba respondendo ao desejo das pessoas. Nesse contexto, surge a profissão de terapeuta tântrico.

Sexo Tântrico e a Expansão da Consciência

Intuitivamente, sabemos que há algo além do que nos foi dito sobre sexo e a energia sexual. A obsessão por sexo representa um chamado profundo de expansão do ser e do si.

A palavra Tantra vem do sânscrito (uma língua morta – como o latim, para nos ocidentais), e significa “técnica” ou “método” nos termos de sua origem do livro de sutras de Shiva – Vyghian Bhairav Tantra – Técnicas [ou métodos] para ir Além da Consciência. Mas Tantra pode significar muito mais que isso.

Também pode ser entendida como uma metodologia comportamental para a expansão de si mesmo. Através da auto análise, constitui o caminho pelo qual a pessoa atinge moksha [termo em sânscrito que significa sânscrito que significa libertação].

Assim sendo, o sexo tântrico é uma forma consciente de se fazer sexo. Estar no sexo em estado de presença. Através do sexo, é possível entender os maiores mistérios da vida. O tantra fornece técnicas para desenvolver nosso mundo interior, viver uma vida sexual mais feliz. Nos aproxima da natureza íntima que governa a realidade compartilhada. Através do Tantra, você pode se transformar e retirar os véus de maia [termo em sânscrito que significa ilusões]. Assim, ele ajuda a se libertar da realidade dual e se conectar com a natureza universal. Se tornará capaz de lidar com a dor e prazer e estar consciente das forças ocultas.

Que tal fazer um curso de massagem tântrica para começar a expandir a consciência? 🙂

Adaptabilidade e a Massagem Tântrica

O Tantra acontece da pele para dentro

Nossos pensamentos normalmente tem uma lógica dual fixa com certo e errado. Como explicar o mundo aos nossos olhos? Para o Tantra, no entanto, o “o que” não é tão importante, porque ele reconhece a dualidade que a mente atribui ao objeto. O “como” é mais importante porque é nele que existe a possibilidade de se exercitar a adaptabilidade.

Tomamos decisões o tempo todo e toda decisão é importante. Isso porque muitas vezes são as pequenas decisões que nos levam a casamentos infelizes ou saldos negativos. Assim, a vida nos parece mais como um salto no escuro como um caminhar reto. Tomar decisões na selva parece cada vez mais difícil.  

O Tantra apresenta um caminho: o entendimento que o mundo exterior reflete em grande parte o mundo interior. Assim, a partir do momento em que se inicia o olhar para dentro, o mundo exterior se altera em fluxo contínuo. Toda ciência tem sua metodologia, toda indústria tem seus “big data” (termo referente a grande numero de dados).

O Tantra é “como” você – enquanto indivíduo – vai transcender o mundano e entrar no sagrado. Método que utiliza o corpo como veículo para transitar e se chegar a uma compreensão não dual da existência. A adaptabilidade faz parte da natureza tântrica e ajuda a lidar com o exterior através do sentir interior.

A massagem tântrica e a adaptabilidade: invertendo pensamentos

O Tantra enxerga o mundo fora da dualidade e tem uma perspectiva incomum de interpretação da existência. Mas lidar com a dualidade do mundo pode ser mais fácil quando invertemos os pensamentos. Isso significa que para resolver problemas você pode pensar de forma diametralmente oposta.

Por exemplo, melhorar não significa necessariamente estar certo com mais frequência, quando na verdade você poderia focar em estar menos errado. Cometer menos erros é um pensamento comum, entre tenistas em competição, quando muitas vezes o foco deles está em aumentar sua atenção e foco de forma a cometer menos erros. Outro exemplo está entre investidores: muitas pessoas pensam que enriquecer significa ganhar muito dinheiro, quando o que encontramos na realidade é que pessoas ricas controlam de forma consciente suas próprias despesas.

Exercitar a inversão é uma forma citada no livro de Sutras de Shiva. São 112 meditações descritas. A inversão pode ser usada quando se vivencia algum julgamento moral com alguma experiência tântrica. Questões morais são comuns quando o Tantra entra em contato com a sociedade que se organiza de forma dual. No contexto de uma partida de tênis ou xadrez, é perder ou ganhar – um jogo de soma zero. Mas para o Tantra, o mundo não é um jogo soma zero, ou seja, o jogo dentro da perspectiva de mundo tântrico é do tipo ganha-ganha.

O conceito de “sincronicidade”, em que algo só acontece dentro do tempo previsto

As técnicas de massagem tântrica proporcionam uma mudança sutil na percepção da sexualidade. E como a sexualidade é a base da existência, como em um dominó, cada uma das peças se sucedem no movimento. De repente você se percebe em uma vida fundamentalmente diferente, porque tanto a percepção de si mesmo como do mundo ao redor se alterou. O Tantra envolve uma fenomenologia sutil de percepção.

Adaptabilidade e desapego: o jeito tântrico de lidar com a vida

Reflita um pouco sobre o que mais importa para você: quando paramos para refletir sobre o que realmente importa nos deparamos com as coisas simples da vida. O Tantra está relacionado com aceitação e receptividade. Quando o desejo se torna mirabolante, a simplicidade se perde. Independência, status, dinheiro são importantes? O Tantra te ajuda a entender como essas energias operam.

Em geral, pessoas desapegadas apresentam maior prosperidade financeira. Porque a prosperidade não se trata de energia de estoque, mas sim de energia de fluxo. Ou seja, quando se há apego excessivo, a energia da prosperidade não flui muito bem. Um exemplo concreto está no apego à segurança, que se manifestado impede a expansão financeira. Ao lidar com a energia sexual sem sexo – proposta fundamental da massagem tântrica – uma série de aprendizados individuais se processam. 

Que tal agendar uma sessão de massagem tântrica?

Quando se recebe uma massagem tântrica, é com a energia do desejo que se lida. A inversão de pensamento é interessante porque além de fazer olhar o mesmo objeto de uma forma diferente, ajuda a enxergar os fatos da vida com mais simplicidade. A energia do desejo reverbera não só na sexualidade, mas também na vida material, na saúde e em diversas outras dimensões. Faz parte da natureza humana desejar.

A energia sexual e o conhecimento tântrico

A Energia Sexual no dia a dia

Hoje em dia todo mundo está falando sobre aumentar a vitalidade através de um sono melhor, alimentação melhor e exercícios. Assim para quem engaja em atividades do tipo, a última coisa que vai querer fazer é desperdiçar energia. Por outro lado sua energia pode ser seqüestrada de muitas maneiras. A principal forma de desperdício é praticamente uma obsessão para muitas pessoas. Em suma, através da energia sexual.

Quando não estamos fazendo sexo, estamos pensando nisso. Por isso, mesmo quando não pensamos que estamos pensando nisso, de forma frequente ainda pensamos nisso. Por exemplo, quando passamos tempo tentando melhorar a nossa aparência física, a atratividade sexual é muitas vezes a nossa motivação subjacente, mesmo que inconsciente.

Do ponto de vista evolutivo, faz sentido colocarmos tanta energia em sexo. Afinal, sem sexo, a espécie humana teria sido um suspiro evolutivo. De um ponto de vista individual, porém, há dois problemas com dedicar tanta energia ao sexo. O primeiro segue do simples fato de que sua energia é um recurso finito. Quanto mais você alocar para o sexo, menos você vai ter para alocar em outros aspectos da vida.

A Energia Sexual e o ciclo hormonal

A grande sacada do Tantra está em como sublimar essa energia. Na sociedade patriarcal, os pugilistas e até mesmo equipes inteiras na Copa do mundo se abstêm de sexo antes de competições. Muhammad Ali disse ter evitado sexo por seis semanas antes de uma luta de boxe!

Atenção: normalmente as pessoas associam orgasmos com ejaculação –principalmente no homem. Ejacular não é o mesmo que experimentar ou ter orgasmos.

Efeitos hormonais nos homens

A ciência entende o problema específico para os homens com relação aos efeitos bioquímicos da ejaculação sobre o corpo masculino. Depois que os homens ejaculam, o corpo produz prolactina, o que causa sono. A prolactina também neutraliza outro hormônio, a dopamina, o que traz sensação de bem estar. É por isso que muitas vezes os homens sentem cansaço e às vezes ficam deprimidos após o sexo.

Efeitos hormonais nas mulheres

As mulheres produzem prolactina depois de ejacular, mas em um grau muito menor. Para elas, a ejaculação produz uma série de efeitos bioquímicos positivos. Primeiro, a produção do cortisol diminui corpo do estresse-e inflamação-causando cortisol hormônio é abaixada. Em segundo lugar, as ejaculações aumentam a produção do corpo do neuro transmissor da serotonina (melhorando o humor), e a ocitocina (hormônio da felicidade). A ocitocina melhora a produção de estrogênio.

Como começo a lidar melhor com a energia sexual?

Dessa forma, para diminuir os efeitos da ejaculação sobre os homens e maximizar seus efeitos sobre as mulheres, os homens podem começar a diminuir a uma ejaculação por semana e as mulheres procurem orgasmos genitais mais freqüentes – pelo menos dois por semana.

No Bulletproof Radio, um podcast de alta performance, este conselho foi dado. E os ouvintes falaram sobre terem grande sucesso. Um dos ouvintes encontrou a energia para iniciar uma empresa que estava sonhando por anos. Outro ouvinte disse que estava em seus 20 e poucos anos, recebeu um aumento US$60.000 sessenta dias depois que ele começou a seguir esse conselho.

O Tantra e a Ciência dos Orgasmos

Aprendendo a ter orgasmos sem ejacular (para homens) e aprender a ejacular através do orgasmo (para mulheres)

É possível aprender a ter uma vida sexualmente integrada: a energia sexual como propulsora de uma vida com mais plenitude, dinamismo e vitalidade. Além disso, se você faz parte de um casal, é interessante ingressar em uma vivência tântrica com seu cônjuge ou parceiro.

O Tantra tem eventos incríveis para pessoas solteiras também. A vivência da massagem tântrica ou o curso de massagem tântrica são opções sensacionais para começar a praticar o Tantra em sua vida.

Instintos: o Tantra celebra aquilo outros condenam

Compreendendo instintos dentro do ponto de vista do Tantra

Expressar instintos pode servir como ferramenta para ajudar a encontrar clareza em seus caminhos de crescimento pessoal. Dessa forma fica fácil achar o caminho – inclusive espiritual – de crescimento.

Por que exatamente?

Em primeiro lugar, ser honesto consigo mesmo sobre o que você quer pode torná-lo mais confiante sobre decisões. Segundo, emoções negativas (como frustração ou raiva) surgem frequentemente devido a desejos inconscientes. Logo, a compreensão desses desejos pode melhorar o seu relacionamento com as pessoas ao seu redor.

Fazendo um balanço dos instintos

Uma forma de se tornar mais consciente de seus instintos é fazer uma lista ordenada de energia da vida. Pense nos últimos três meses da sua vida. Em suma reflita o que te deu energia e o que te deixou se sentindo esgotado. Percebendo, posteriormente, que uma atividade te traz muita energia você pode decidir repetir mais no futuro.

No entanto, saber o que lhe dá energia às vezes não é suficiente. Apesar de ter as melhores intenções, seus verdadeiros instintos podem ser escurecidos por emoções negativas, como ciúme ou medo. Em síntese, a motivação por trás de sua decisão pode ser verificada por uma pergunta. Afinal, estou sendo conduzido pelo amor ou empurrado pelo medo?

O medo não deve ser um dos instintos entre você e sua decisão de fazer ou não algo. Enquanto isso, se utilizar o amor como balizador fundamental da tomada de decisão, o desenlace será natural.

O Tantra não julga, acolhe

A princípio, o Tantra não julga. Isto acontece pelo fato da não-dualidade (adwaita). Por isso frequentemente, visto por observadores externos, a manifestação dos instintos acaba tomada como libertinagem.

Igualmente, a observação de manifestação de instintos visto de fora, tomará um contexto dual. O externo antes de mais nada é importante para a observação dos efeitos internos. Quando o liberar vem ao encontro do caminho do amor, o que se produz é positivo para si.