O que é Tantra e aquilo que nunca te falaram sobre ele

A palavra “Tantra” pode significar…

 

  • “Método”
  • “Técnica”
  • “Rede”
  • “Teia”
  • “Tecido”
  • “Regra Geral”
  • “Forma adequada”
  • “Prosperidade”
  • “Riqueza”
  • “Cordas [de um instrumento musical]

Esses significados foram retirados de dicionários de Sânscrito [faça o teste – digite qualquer termo no dicionário] e também da definição que o Osho dá no Livro dos Segredos. Isto é, no qual ele comenta o Vighyan [ou Vijñana] Bhairav Tantra, que em tradução livre significa “Técnica para ir Além da Consciência”

O que o Yoga tem a ver com o Tantra?

Todas as vezes em que você encontrar palavras terminadas em “a”, no sânscrito, são masculinas. Assim sendo, “Shiva”, que foi o autor do Vighyan Bhairav Tantra, deixou 112 técnicas [ou métodos] de meditação. O fato é que Patañjali escreveu um livro chamado “Yoga Sutra”, mais de 3000 anos depois de Shiva, com a descrição das trilhas do Yoga. Portanto, ao organizar algumas técnicas que vinham sendo praticadas na época, Patañjali formaliza o início da tradição do Yoga (em certo sentido, filho tântrico).

Portanto, poderíamos chamar o Vighyan Bhairav Tantra de “Sutras de Shiva”, porque se você conhecer a natureza das técnicas, conhecerá a si mesmo – e irá para além da consciência. Shiva descreve as técnicas sem colocar um “sistema”. No Tantra de Shiva, as técnicas que se sucedem podem ser utilizadas por mentes com naturezas diferentes.

Yoga e Religião possuem uma mesma raiz etimológica: “yuj” e [“religare” que vem de “ligio” que vem de “yuj”]

3 linhas + com 7 escolas principais

Com base nos “Tantras”, que são as escrituras que descrevem as práticas e rituais de Tantra, presentes nos Shastras Hindus, foram desenvolvidas 3 linhas e 7 escolas de Tantra.

Adwaita ou Não-Dualidade é o que todas as escolas de Tantra têm em comum

Em primeiro lugar, Dwaita é um termo em sânscrito que significa “dual” ou “dualidade”. Por consequencia, Adwaita é um termo que significa “não dual” ou “não dualidade”. Da mesma forma, para a linha das religiões abrahamicas, monoteístas, isso é conhecido como quando “Deus” diz a Adão e Eva para não comerem do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal.

Entretanto, alguns interpretam de forma equivocada que Deus estava falando apenas da árvore do conhecimento. Analogamente param por aí. Então não é apenas “conhecimento”, mas sim o “conhecimento da dualidade [ bem e mal ]”.

A tendência natural de todos os sistemas [ religiosos ou filosóficos ] é terem bases tântricas. Em algum momento, esses sistemas deturpam a verdade universal: o não dual. É aí que os conflitos surgem.

Muitas vezes, as escolas tântricas vão ensinar conceitos opostos, e o novato dentro do Tantra pode estranhar. Por exemplo, um dos temas mais polêmicos do Tantra: sexualidade. Há escolas de Tantra que professam a retenção ejaculatória. Outras escolas de Tantra professam o exercício ejaculatório. Isso será determinado pelas tradições a que se seguiram o Tantra.

As diferenças entre as linhas de Tantra

As diferenças se dão no comportamento

Assim sendo, algumas pessoas vão te falar que o importante é de fato o comportamento. Porque a partir do momento em que você começa a aplicar uma técnica ou um método de expansão da consciência, a composição do corpo muda. Portanto, seu comportamento invariavelmente mudará.

A seguir estão os comportamentos que diferenciam e norteiam as linhas de Tantra

  • Consumo (ou não) de carnes
  • Consumo (ou não) de drogas (álcool, tabaco, etc.)
  • Forma com que se exerce a sexualidade

Tantra e Terapia Tântrica

o que é Tantra

 

A terapia tântrica utiliza algumas das técnicas conhecidas para gerar efeitos de normalização da pessoa. Como um iceberg, em que 90% fica sob a superfície da água, mais de 90% das técnicas tem efeito da pele para dentro. 10% aparece no comportamento e aparência.

Dessa forma, a proposta tântrica sempre foi ir além. De acordo com o título do livro de sutras de Shiva: além da consciência. Igualmente, expansão e estado de presença a partir de um sentimento de amorosidade. Eventualmente, muitos de nós vivenciam seja estados de depressão, de ansiedade, seja questões com relação à própria sexualidade.

Nesse sentido, ao longo do tempo, percebeu-se que as técnicas do Tantra possuem efeito terapêutico em pessoas que estão aquém da normalidade ou mesmo descontentes consigo mesmas. No workshop “Tantra Original” falaremos sobre os 112 métodos de ir além da consciência. Inscreva-se 🙂