Reflexao

Samsara: Eterno Retorno em Nietzsche e o esforço

Apesar de não ter falado nesses termos, a idéia do Samsara se apoderou de um dos maiores do século passado, Friedrich Nietzsche. Diz que tudo já aconteceu antes, está acontecendo outra vez e acontecerá novamente. Recentemente, uma série do Netflix, Dark, usou esse tema. Não exatamente igual, mas ainda assim igual.

Se você pensar sobre isso, parecerá sobrenatural que você já tenha lido isso antes muitas vezes antes — e está lendo isso novamente. Ou seja, como um deja vou. Pode parecer estranho, como um dogma, pode ser que você se sinta que a idéia é difícil. Mas assim é. Isso porque a natureza aproxima as pessoas, depois as solta só para unir de novo.

Muitas coisas estão envolvidas. Primeiro: você não precisa fazer muito esforço. Fazer esforço pode ser uma barreira porque nada vem antes da estação certa — todas as coisas vêm em suas devidas estações. O esforço demasiado pode ser perigoso. O esforço demasiado pode ser um esforço para que as coisas venham fora de estação. Isso não significa não fazer qualquer esforço. Porque se você não fizer nenhum esforço, então não virá nem na devida estação. É preciso um tanto certo de esforço.

Samsara natural

Nenhuma saída é para sempre. Nenhuma união é o fim. A união é só um ensaio para o tchau. A saída é só um ensãio para a união. O eterno retorno dá o belo para a vida. Como na frase ‘deus é verão e é inverno’. Na sessão de terapia tântrica, um dos objetivos é essa reconexão com a sua própria natureza com e sem esforço.

Dessa forma, para alguém do campo, o ano não é dividido em meses, mas sim em estações, verão e inverno. De nada adianta ter pressa. Além disso, nada se pode fazer com as sementes se não tiver o tempo certo. Elas não ouvem. Ninguém pode leva-las à escola; E elas não se importam; não estão com pressa. Simplesmente esperam na terra.

E quando o tempo chega, brotam e crescem por si mesmas. Não estão preocupadas com você, se você está ou não com pressa, ou se algo pode ser feito. Você não pode persuadi-las, não pode falar com elas — elas têm seu próprio tempo. Alguém do campo torna-se o exemplo da paciência. Ou seja, entendem da matéria da vida.

Deixe uma resposta