Religião

Demônio na história de Deus, entrando no silogismo

Os judeus e cristãos perderam muitas coisas bonitas porque tentaram forjar uma falsa harmonia. Há vinte séculos os padres e rabis se atraem pelo Demônio: “Como falar sobre isso?” Não é preciso, é muito simples, não há necessidade de explicações. Mas os padres e rabís cuidam de perto disso porque se o Demo existe, Deus deve tê-lo criado; caso contrário, como seria?

Se o Demônio existe, Deus deve ter permitido isso; senão, como existiria? E se Deus não pode destruí-lo torna-se frouxo, e então você não pode dizer que pode tudo. E se Deus criou o Demo sem saber que iria ser Demo, então Ele não sabe de tudo. Ele criou o Demo sem saber que isso faria crises em todo o mundo. Ele criou Adão sem saber que ele teria o fruto da Árvore! Como proibiu, então Deus não sabe de tudo. E se o Demo existe, então Deus não pode estar em tudo, pois quem então estaria presente no Demo? Portanto, Deus não pode estar em toda parte. Pelo menos não no coração do Demo. E se Ele está no coração do Demônio, por que então condenar o pobre Demo?

A árvore e o demônio na trama da vida

Existe uma trama — uma paz oculta. Deus proibiu Adão de comer só para tentá-lo: esta foi o primo tesão, porque sempre que se diz “não faça isso”, o tento vem. O Demo veio mais tarde — o primo tesão vem do próprio Deus. Se não fosse assim, se Adão fosse por si mesmo, seria quase irreal ele achar a Árvore da Noção do Bem e do Mal, pois tinham milhões de árvores no Jardim do Éden — quase irreal!

demônio
Mistérios ocultos do bem e do mal

Até hoje não achamos todas as árvores desta terra; muitas ainda estão ocultas, não deram com elas; há muitos tipos ainda para serem vistos. E esta terra não é nada — o Jardim do Éden era o jardim de Deus: milhões e milhões de plantas, sem fim. Adão e Eva, por si mesmos, jamais teriam visto — mas Deus os tentou. Veja bem: a tentação vem de Deus. E o Demo só é o outro lado do mesmo jogo. Deus tentou — “não coma!” — e de pronto todos notaram a Árvore, e assim surgiu o desejo.

Por que Deus proibiu? Deve haver algum motivo. Para Deus não é; Ele próprio come dessa Árvore; para nós — e assim a mente começou a jogar, e a partida começou. E então, como par na conspiração, vem o Demo, a serpente, e diz: “Comam! Porque se comerem, serão como deuses”. Este é o desejo mais forte da mente do homem: ser como deuses.

O Demônio usou o truque porque sabia da trama. Não se aproximou diretamente de Adão, fez através de Eva — porque se você quer tentar o homem, só pode fazê-lo através da mulher. Direto, não há tentação. A tentação veio através do sexo, e toda tentação vem pelo tino.

Deixe uma resposta