O amor tântrico começa com o amor-próprio

no amor tântrico, cada uma de nossas células vivas brilha e vibra de forma natural

O caminho para o amor tântrico começa através do corpo

Amar o próprio corpo pode começar com o reconhecimento de que os pensamentos tóxicos que você eventualmente possa ter sobre seu corpo não são seus próprios. Você já parou para pensar que quando era criança nunca se preocupou se estava acima do peso? O amor tântrico está presente de uma forma bem natural em crianças.

A primeira (e talvez mais fundamental) certeza da vida é “Eu existo” e daí decorre a certeza do corpo. A existência de espirito ainda é uma questão de especulação, pelo menos por enquanto. Entretanto, seu corpo está contigo no aqui e agora. Isso significa que faz sentido você direcionar seu amor-próprio para ele.

Muitos dos ideais criados internamente provém de julgamentos externos. Eles vieram através falas dos outros ou de fala sobre os outros. Normalmente esses julgamentos não são baseados na verdade, mas em construções sociais que se infiltraram em nossas mentes.

o amor tântrico é parte do todo, e vibra em cada um das células vivas
O julgamento moral faz parte da linguagem. No Tantra, a linguagem é transcendida e o amor é revelado, tal qual existe na natureza

Além disso, amar seu corpo é uma prática que não só beneficia a si mesmo, mas beneficia os outros ao seu redor também. Ao amar e celebrar o seu corpo, você pode dar um exemplo para seus filhos e amigos que passarão a apreciar seus próprios corpos também. Afinal, pelo fato de o Tantra ser comportamental e matriarcal, o aprendizado passa pelo exemplo. Tanto o notar do exemplo do outro como se tornar um exemplo a ser seguido por outros. Essa troca precisa ser sensorial e desrepressora.

Amor tântrico é mais do que apenas aceitação, mas passa por ela

Embora o amor tântrico seja mais do que apenas aceitação, o caminho da aceitação é um dos aspectos mais fundamentais para se percorrer. Não apenas com relação a aceitar a si, mas também outras pessoas de seu convívio. Isto também é uma prática: você pode começar a contemplar todos os tipos de corpos. Todo mundo tem seu próprio tipo de corpo único e isso deve ser celebrado! Uma forma bem legal de contemplar corpos é iniciar o percurso dentro do Tantra através de um curso de massagem tântrica. Entre em contato para saber mais!

Saúde, amor e aceitação

No vídeo The Danger of Poodle Science [você pode colocar legendas em português através da ferramenta da “engrenagem”] apresenta a idéia que a saúde de um cão será determinada por quão próximo se assemelham a um poodle. Por essa medida, um São Bernardo seria classificado como extremamente insalubre. O vídeo é satírico e destaca a forma como vemos a felicidade, saúde e beleza como uma medida única.

A palavra “saúde” é frequentemente usada como um meio para justificar nossa crítica aos corpos de outras pessoas. Por exemplo alguém que julgue o corpo alheio dizendo estar com preocupações sobre a saúde da pessoa. Mas a saúde não é algo que a pessoa deva a qualquer um senão a si mesma. As pessoas que vivem com doenças ou problemas congênitos fazem parte da natureza da diversidade humana e não precisam mudar-se para o benefício de outros, senão de si mesmas.